CMTU realiza blitz educativa em homenagem ao Dia do Ciclista

Ação na área central e região norte inclui a distribuição de kits com máscara de pano, bracelete refletivo e panfleto

Neste sábado (22), a partir das 9h, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) promove ação educativa em homenagem ao Dia Nacional do Ciclista. A data foi celebrada na última quarta-feira (19), mas a comemoração em Londrina teve de ser adiada em razão do clima chuvoso.

Programada para ter início no Zerão, na área central, e se repetir às 11h em frente ao Sesc da avenida Saul Ellkind , na região norte, a atividade inclui a abordagem de ciclistas e a distribuição de kits com máscara de contenção contra o coronavírus, bracelete refletivo e panfleto de instruções.

De acordo com o diretor de Trânsito da CMTU, major Sergio Dalbem, o objetivo da blitz é homenagear os adeptos da bike e estimular que outras pessoas também venham a aderir à modalidade, seja por lazer ou mesmo nos deslocamentos diários. “O uso da bicicleta traz benefícios individuais e coletivos, como a melhora da saúde, do bem-estar e a diminuição do número de veículos nas ruas”, afirma.

Dalbem ressalta que o município tem avançado na estruturação de uma rede cicloviária cada vez mais atrativa. “A própria Saul Elkind e, em breve a avenida Leste-Oeste, são bons exemplos de vias com espaço reservado ao ciclista”, comenta.

Apesar de os acidentes com bike acontecerem em menor escala e, em geral, serem ocorrências de menor gravidade, o diretor reforça a necessidade de utilização dos equipamentos de segurança adequados. “Capacete, luvas, joelheiras e calçados bem ajustados aos pés são itens indispensáveis. Além disso, no período noturno ainda é preciso usar roupas claras, luzes sinalizadoras e adesivos refletivos nas raias laterais da bicicleta”, orienta.

Segundo o Plano de Mobilidade Urbana, apresentado à Câmara de Vereadores, em maio passado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), atualmente apenas 1,1% das viagens diárias realizadas na cidade têm a bike como modal. O levantamento, feito no ano passado, foi baseado em mais de 22 mil entrevistas com munícipes e pessoas que se deslocam para o município todos os dias.

Texto: Danylo Alvares – Assessoria CMTU